O discípulo de Cristo e a dignidade cristã 2/2

Publicado em 09/12/2014 - 18:28

 

TEXTO: EFÉSIOS 4.1-6 
 
 
INTRODUÇÃO: Aprendemos na semana passada que esta espístola nos chama a atenção pelo fato de Paulo tê-la escrita em uma situação adversa, ou seja, estava preso, e, portanto, estava limitado para fazer o que Deus o mandou fazer fisicamente, mas nem por isso ele ficou travado, lamentando. Pelo contrário, continuou cuidando do povo de Deus, ensinando e uma maneira boa foi escrevendo cartas às igrejas. Aprendemos também que o discípulo de Cristo deve HONRAR O CHAMADO DE DEUS EM NOSSAS VIDAS (1), assim também como deve ANDAR COM TODA A HUMILDADE E MANSIDÃO (2), E você observar bem em Mateus 11.29 Jesus diz exatamente que Ele é assim manso e humilde “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração...”.Logo, como discípulos e discípulo é aquele que imita o seu Mestre, Paulo não está ensinando ou “exigindo” nada em que esteja em desacordo com o que Cristo quer para as nossas vidas. Cabe, no entanto, a cada um de nós assumimos o nosso posto de discípulo. Portanto, hoje aprenderemos que o discípulo de Cristo é digno Dele quando também é... 
 
1  - LOGÂNIMO (2) 
E o que é loganimidade? Qualidade do que é longânime. E o que é longânime? Que tem grandeza de ânimo; bondoso; corajoso; generoso; sofredor. Preste bem atenção que são qualidades de Deus. Deus é bondoso, pois apesar de termos uma natureza constantemente pecadora, Deus ainda é bondoso conosco. Como disse o estudioso bíblico Colin Brown ...Deus permanece sendo bondoso a despeito do pecado e da maldade, até à revelação da Sua bondade incompreensível em Jesus Cristo na plenitude do tempo...a bondade paternal de Deus pode ser vista como um espelho” (DIT p.246). Também Deus é generoso e sofredor, Jesus é o servo sofredor de Is. 53; o salmista também diz: “Piedoso e benigno é o Senhor, sofredore de grande misericórdia. O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras” (Sl 145.8-9).Deus sofre com as nossas rebeldias, com as nossas teimosias, com as nossas práticas pecaminosas, com a nossa incredulidade. Ele sofre porque nos ama e nos quer prostrados aos seus pés O adorando em Espírito e em verdade, Ele nos quer eternamente no céu com Ele. No entanto, geralmente buscamos o caminho inverso; aí fazemos Deus sofrer, aí entristecemos o Seu Santo Espírito (Ef 4.30).Mas mesmo assim Deus é longânime conosco, nos espera sempre de braços abertos, o que, entretanto, não nos dá o direito de andarmos na carne, no pecado (Rm6.1-11ss). Logo, eu pergunto: Você quer fazer o seu Deus sofrer? Então peque.Portanto, não caia no erro de ao passar pela tempestade se afastar de Deus e buscar caminhos tortuosos, de quando estiver sofrendo blasfemar contra Deus, pois preste bem atenção que o que Paulo nos ensina aqui é que quando o discípulo de Cristo estiver passando por fortes tribulações, por momentos difíceis, quando tudo parece estar vindo contrário a você como uma forte tempestade, permaneça animado fortemente, seja corajoso para enfrentar as barreiras da vida e nunca deixe de ser bondoso, generoso como o outro, isto é, aprenda a sofrer, aprenda a passar por sofrimentos sem se desviar da direção de Cristo, sem deixar de glorificar a Cristo. Paulo nos dá esse exemplo quando escreve aos filipenses “Ora, muito me regozijei no Senhor por, finalmente, reviver a vossa lembrança de mim; pois já vos tínheis lembrado, mas não tínheis tido oportunidade. Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido e sei também ter abundância; em toda a maneira e em todas as coisas, estou instruído, tanto ter fartura como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (4.10.13).A vida é uma escola perene cujo Mestre deu a vida por você e sabe o que é sofrer, por isso pode se compadecer de nossas fraquezas, que como nós em tudo foi tentado, porém sem pecado, e por isso também pode nos ajudar em tempos oportunos (Hb 4.14-16). Pois como diz as Escrituras Sagradas: “Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa” (Hb 10.36). Procure viver com longanimidade, ou seja, saiba ser generoso, saiba ser bondoso, saiba ser corajoso, saiba sofre com grande ânimo. Mas Paulo também que o discípulo de Cristo é digno Dele é aquele que... 
 
2 – SABE SUPORTAR OS OUTRO COM AMOR (V) 
Tarefa difícil. Se nós não tivermos cuidado ao chegar ao final da nossa vida a nossa alma é um cemitério de cadáveres apodrecidos de pessoas que nos fazem mal no percurso das nossas vidas. Paulo mesmo tinha os seus cadáveres em II Tm 4.14-15 ele diz: “Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras. Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muitos às nossas palavras.” Esse homem fez muito mal à vida e ao ministério de Paulo. Era aquele que caminhava com ele, mas não dava ouvido aos seus ensinamentos, e por conta disso resistia; e o pior é que gente dessa laia leva muitos outros consigo causando mal a obra de Cristo. Certamente entristece a Deus, e ao pastor, ao ponto de o pastor dizer: “O Senhor lhe pague segundo as suas obras, guarda tu dele também”, ou seja, mantenha-se afastado dele, é uma pessoa ingrata, inconfiável, que sorrateiramente quer destruir o que estamos construindo para Cristo, diz-se servo de Cristo, mas não é. E qual foi o mal? Resistir às palavras dos apóstolos. Pessoas assim não são confiáveis. Paulo sabendo disso faz tal recomendação. E o pior de tudo, Paulo desistiu dele, quando escrevendo a Timóteo disse que o entregou a satanás, para que não aprenda a blasfemar (I Tm1.20). Mas aqui aos efésios ele recomenda que suportemos uns aos outros em amor, e suportar é resistir, tolerar, sofrer; é tolerar a fraqueza do outro, suportar a fraqueza do outro em amor. Porém, quando o indivíduo é do tipo de Alexandre, o latoeiro, devemos nos manter afastados, pois ele quer causar cisma na igreja de Cristo; ame, mas fique longe dele, ele está a serviço de satanás, Paulo entregou-o a satanás para não ficar mais blasfemando e causando divisão na igreja de Cristo. O pastor está trabalhando pela unidade e o indivíduo querendo destruir, que esse ou esses fiquem longe e bem longe, não querem aprender com os ensinamentos bíblicos dados pelo pastor, vão “aprender” com santanás. O pensador cristão F. Davidson diz que “Uma característica essencial do espírito cristão é a capacidade de suportar as fraquezas de outros, como longanimidade suportando uns aos outros em amor. A grande finalidade deste modo de agir é manter a unidade do Espírito pelo vínculo da paz. – Ele acrescenta: - Os muitos cismas que aparecem na unidade cristã, através da história da Igreja, são devidos, não tanto a grandes crimes e a planos maquiavélicos entre irmãos, nem a vastas e profundas diferenças de opinião, mas, na maioria dos casos, à falta dessas simples virtudes, básicas à fé cristã, que sustêm a unidade de todos1. Paulo nos ensina que devemos suportar a frieza espiritual do outro, suportar a dívida do outro quando não nos pagar o que nos deve (mas deve-se pagar, a ninguém nada deveis), suportar tudo, mas aos elementos do tipo de Alexandre, o latoeiro, entreguemos a satanás, são causadores de discóridia e divisão da Igreja de Cristo. 
 
CONCLUSÃO: Portanto, irmãos que Deus tenha misericórdia de nossas vidas, que saibamos viver em unidade do Espírito pelo vínculo da paz sedo bondoso; corajoso; generoso; sofredor; com grandeza de ânimo e também suportando os servos de Cristo em amor, os discípulos e que querem causar cismas não são discípulos de Cristo, mas de satanás. Que Deus opera as suas ricas misericórdia sobre as nossas vidas, sobre os irmãos, sobre a Ibaja em sua totalidade. Portanto concluo citando o PR John Stott: “Quando as pessoas recebem a Cristo, nascem de novo em seu reino e devem procurar não só evidenciar, mas também divulgar a retidão do reino em meio a um mundo injusto. A salvação que alegamos possuir deve estar nos transformando na totalidade de nossas responsabilidades pessoais e sociais. A fé sem obras é morta.” 2 
 
 

 

 

Obrigado Pai, que Tu me uses poderosamente na pregação desta mensagem com a unção dobrada do teu Santo Espírito. Oro a Ti em nome de Jesus Cristo, o meu Deus. Amém e amém! 27.11.14